Guia do Homem

Um erro que você não pode cometer se quiser excitar uma mulher

Seja o melhor no sexo

Poucas coisas são mais “broxantes” para uma mulher do que isso que eu vou te contar agora.

Eu sei, é muito chato a gente ter vontade de transar e a mulher não querer. Principalmente se você está em um relacionamento mais longo, mas a grande verdade é que muitas mulheres perdem o desejo por sexo por conta de alguns erros graves que nós homens cometemos na cama.

Mas isso não precisa ser assim. Agora vou te dar uma dica para você deixar sua companheira com mais vontade de transar com você.

Como diz um dos maiores Sexólogos do Brasil, o Terapeuta Marlon Mattedi, “você não deve querer comer a mulher, você deve fazer ela querer te dar”.

Colocando em prática os ensinamentos dele, eu comecei a perceber a maneira totalmente distorcida que nós homens tentamos excitar as mulheres.

Eu aprendi que para eu deixar uma mulher com tesão, eu preciso fazer o que ELA ACHA BOM, e não o que EU ACHO BOM pra mim.

Por exemplo, se você estiver tranquilo no sofá e uma mulher encostar no seu pênis, isso é muito bom né? Logo logo começa a vir o tesão, e isso é muito prazeroso para nós homens.

Porém, para as mulheres isso é BEM DIFERENTE.

Se você já tentou excitar uma mulher colocando sua mão na vagina dela, logo no começo, você cometeu um grave erro.

O órgão sexual feminino possui uma parte muito sensível chamada Clitóris, que é um local que fica bem em cima da vagina, e quando a mulher está excitada, ele fica inchado e maior.

Este local chamado Clitóris é muito sensível, e se ele for tocado antes da mulher estar molhada (excitada), irá causar dor na mulher.

Ou seja, se você quiser acabar com o tesão feminino, comece o sexo já tocando a vagina dela.

Mas se você quiser aumentar o desejo dela, e provocar nela orgasmos verdadeiros, espere mais tempo até tocar a vagina.

O tempo ideal é esperar até que ela mesma sinalize que quer ser tocada, aí então você terá feito uma das atitudes mais desejadas pelas mulheres.

Sair da versão mobile